33 coisas que ninguém conta sobre relacionamento com estrangeiro – guia completo cheio de dicas

Se relacionamento é difícil até com alguém da própria cidade, quando têm diferenças culturais as coisas podem ficar ainda mais complexas. Na lista abaixo vão as principais particularidades que tornam relacionamentos com estrangeiros no mínimo interessantes, dá prá aproveitar umas dicas!

 1 – No início, você se questionará se o comportamento esquisito é um traço cultural ou simplesmente fruto da personalidade do gringo.

Dica: quase sempre é um pouco dos dois viu?

2 – Dependendo da cultura, tem gringo que começa a namorar depois do primeiro beijo, outros que precisam ficar umas 4, 5 vezes e alguns que apresentam pra família mesmo sem ter oficializado a relação…

Dica: A regra internacional de relacionamento diz para você fazer uso indiscriminado do seu feeling, lançamento de indiretas, além de reparar em como ele se refere a você pros outros e, lógico, conversarrrrrr!

3 – Ele paga a conta ou dividimos? Faça o que seus valores (de mulher moderna do século 21) mandarem.

Dica: se ele fizer questão de pagar, dispense aquela guerrinha chata de carteiras, mas pague os drinks ou a próxima conta.

4 – A expressão “amor a primeira visto” foi a mais engraçada que já li sobre brasileiras que se relacionam com estrangeiros.

5 – Como qualquer casal de contrastes, uma relação com gringos também pode ser vista como de interesse – até mesmo porque, em alguns países, rola mercado negro mesmo prá casamento de fachada. De qualquer forma, o único julgamento que interessa é o seu. Ah, e o da imigração!

6 – A imigração vai revirar tanto a vida e intenções do casal que até você vai se questionar se a relação é genuína mesmo, hehe!

relacionamento com estrangeiro

Chimas em Sydney

7 – Primeira lição para quando estiverem morando juntos: fale mais baixo.

8 – A empolgação pela oportunidade de falar outra língua em tempo integral será logo substituída pelo desejo iminente de poder falar sua língua nativa.

9 – A vontade de falar em português atinge o nível máximo quando as discussões se acaloram.

10 – Em segundo lugar: quando você estiver exausta e pedir pro boy te alcançar aquela “biboca da parafuseta” que tá bem ali atrás do balcãozinho púrpura de… Ah, dexa que eu pego!

11 – Pode xingar em português – nenhuma outra língua transmite sua indignação com tamanha precisão.

estrangeiro estádio de futebol brasil

Falando em palavrão…

12 – Se o parceiro tiver interesse em aprender português: boa sorte para mantê-lo motivado depois que for apresentado às conjugações dos verbos (o meu parou na diferença do s pros dois ss – tadinho nem conheceu o cedilha).

13 – E boa sorte pra você se manter paciente quando ele quiser treinar português com você.  Meus diálogos com o Kane duravam até que faltasse vocabulário, ou seja, uns looongos 3 minutos.

14 – Sua habilidade em falar português fluentemente será colocada à prova quando o gringo pedir para você explicar alguma normal gramatical sobre a qual você nunca pensou a respeito (tipo porquê você está EM São Paulo e não NO Guarujá).

15 – Sim, estrangeiros tentando falar português são fofos e todo mundo vai dar risada.

16 – Mas rirão de verdade quando o gringo tentar sambar.

gringo no Brasil

(Sem) samba no pé 🙂

17 – Falando em sambar, explique que na maioria das cidades brasileiras, o padrão de beleza que prevalece é o da watermelon woman.  

18 – Avise também que a fama dos brasileiros serem um povo lindo e sexy vai cair por terra assim que ele visitar o primeiro centro de alguma capital… De nada.

19 – Ao visitar o Brasil, metade da sua estadia será gasta traduzindo tudo que familiares te pedem pra perguntar.

20 – A outra metade vai ser traduzindo cardápios.

21 – O resto do tempo será explicando porque o atendimento é tão ruim e a 3G tão fraca.

22 – Ou como funciona o processo burocrático para compra de um lanche: retira a ficha ali –espera acolá – faz o pedido com o atendente 1 – entra na fila pra pagar pro atendente 2 – retira a bebida com o atendente 3 – pega a comida com o 4…

23 – Voltando às interações com a família: sempre tem uma tia que berra, com o intuito de que seu parceiro possa entendê-la.

Dica: explique a ela que ele o problema é a língua, não surdez.

24 – Também sempre tem um primo empolgadíssimo com a oportunidade de testar se o curso de inglês tá valendo a pena.

Dica: ao contrário da tia, esse você tem que manter por perto.

25 – O grau de afinidade do seu parceiro com seus amigos e familiares dependerá… do nível de inglês dos deles.

Exceção à regra: minha mãe que não fala um ai em inglês mas já trocou altas mensagens no Facebook com o Kane. Google tradutor, te amo.

26 – Garanta que seu parceiro leve consigo pro Brasil algum hobbie (tipo um livro, uma prancha, uma bike). Isso te dará um break na exaustiva vida de intérprete e te permitirá colocar em dia a novela, as notícias, um papo furado…

27 – Você também terá que responder perguntas de coisas sobre as quais nunca pensou antes. O Kane queria saber toda história sobre da erva do chimarrão, de que era feita a cuia, os benefícios do mate… Oi?

28 – Brasileiro é povo ciumento? Isso porque você não viu a relação do Kane com meu uso de internet (que só perde pras queixas dele quanto à quantidade de fotos que tiro).

29 – Sim, em geral os gringos são bem mais desencanados com esse lance de ciúmes e tendem a levar o lance de fidelidade mais a sério do que brasileiros.

30 – Ponto positivo: em geral, eles são bem mais despachados nas lidas do lar do que os latinos.

31 – Ponto negativo: nunca enxaguam o detergente da louça… (não se pode ter tudo, eu sei…).

estranegeiro e comida típica brasileira

Feito por… Kane!

32 – A generalização de que todo gringo é frio, rico, ruim de cama ou não demonstra afeto é tão verdadeira quanto a de que no Brasil a gente fala espanhol.

33 – Sobre falar mal do Brasil: você pode. Ele não. 

Cristo Rio

Texto: Natália Godoy – imagens: arquivo pessoal

 

36 thoughts on “33 coisas que ninguém conta sobre relacionamento com estrangeiro – guia completo cheio de dicas

  1. Maira says:

    Natalia eu super me identifiquei em todos, eu sei exatamente como funciona essa loucura de ter um relacionamento com um gringo. Tem horas que penso que não vou suportar, e tem dias que eu agradeço a Deus por te colocado ele na minha vida. É um mix de sentimentos…rsrsrs Se alguem nos contasse antes não teria graça! Obrigada por compartilhar, eu curto muito seus textos! Bjo

  2. Samella Safira Gutt says:

    Natália vc parece mt a Emma Pocock , a esposa do jogador de RUGBY David Pocock mas vc tem olho verde é ela azul , até o jeito australiano do penteado vcs são parecidas hehe .

  3. Valentina Stauner says:

    Na minha opinião seria mais fácil se toda a família falasse um inglês avançado por que seria chato ficar tentando socializar um namorado gringo com a família ♥

  4. Luana says:

    Muito bom! Pricinpalmente no que se refere da barreira do idioma no Brasil! Afff adoraria passar um mês sozinha lá sem ter que ser “baba”

  5. Stheffane says:

    Meu deeeeeeeeeeeeeeus! Não consigo ler uma linha dos seus textos sem dar uma boa gargalhada! Me sinto dentro da historia ! Ameeeeei os textos que li inclusive este que está maravilhoso!

  6. Cristina says:

    kkkkkkk muito bom, Natália! Rindo litros aqui! Também sou gaúcha e Gremista! Gostei da homenagem ao timão! hehe

    Te encontrei no canal da Marcia Percival e depois no blog da Lu Rodrigues (a vi numa entrevista com a Marcia!) A Lu malhava na mesma academia que eu! Muita coincidência! hehe

    Guria, estou pensando seriamente em mudar de CEP, para a AUSTRÁLIA. Eu tenho algumas questões, que não são de interesse comum. São bem específicas. Tu poderias me ajudar? Ou de repente saberia quem pode…Por onde te envio estas questões?

    Beijos e sucesso!

  7. Acho que eu já tinha lido esse post antes, mas só agora, que estou namorando firmão um gringo aí, consegui me identificar. Eu ia citar um dos tópicos, daí copiei um segundo, um terceiro e desisti. É tudo isso aí mesmo!
    Pra mim a parte mais chata mesmo é a língua! Eu adoro falar inglês, mas quando tô cansada, tudo que quero é murmurar em português. Sorte a minha que ele sabe que a struggle é real! Sim, faltam palavras em português, depois em inglês. Acho a coisa mais insuportável do mundo ficar de intérprete. Resultado: agora só saio com os amigos que falam inglês. Traduzir cardápio: uma sina. Temos a guerra infinita do “seu idioma é muito difícil” com ele citando exemplos em português e eu rebatendo com exemplos em inglês. Baseada nesse último exemplo aí, acho que o relacionamento será duradouro, haja vista que a lista de itens complexos de cada língua e infindável! hahaha
    Beijo!!

    • Vishe Marla, não deixa seu boyfriend ler isso, mas na disputa da língua mais complicada, acho o Português ganha viu? hehe Mas falar outra língua quando se está sem saco é uma bosta mesmo. Eu sou eternamente grata às Olimpíadas no Rio que incentivaram quase todos estabelecimentos a colocarem menus bilingues 🙂 Sorte aê gata!!

  8. Joyce says:

    Me vi em todos os tópicos, principalmente no de que eles não retiram todo o detergente da louça kkkk pensei que esse problema era só do meu

  9. TITA says:

    Hahaha… Muito boa!
    O boy aprendeu português em 3 meses (para conversar com minha família)!
    E pode ir tranquila na imigração! Se a papelada estiver em ordem leva uns10 minutos!

  10. Nicole says:

    Ri de mais com a 27… kkkkkkkkkkk
    Minha tia é casada com um americano e eu, msm sendo apenas sobrinha, indentifiquei ele em todos os itens dessa lista hahahahahahhaa
    Maravilhoso!!!

  11. Jane says:

    Amei o post !
    Me ajudem tô numa dúvida tremenda respeito desse termo namoro que muitos países não usam, e uma tal de best friend que é tipo um namoro… ( pq o cara quer falar com.você todo dia te pede até em casamento nessa tal best friend ( o termo fala de melhor amiga/ o)
    Tô confusa…

  12. Sasa says:

    Olha meu namorado é gringo. Indentifiquei quase td mas principalmente. Eles sao ricos, frios, ruins de cama, demonstram pouco afeto. Ele não é tão rico. Mas é very ice, não demonstra quase afeto. Chega ser estupido o jeito dele. Fico paranoica achando q ele me trai. É frio p o sexo. Impressionante! Mas é o jeito dele. Nós ficamos muito confusa em uma relação dessa. Já pensei mto em terminar. De tanta desconfiança.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *