Coisas que você pode fazer no exterior sem ninguém julgar

“No estrangeiro, nunca se é um estranho para si, mas sempre o mais íntimo”. Michael Onfray

Se no Brasil muita gente tende a olhar com estranheza para comportamentos que fogem do padrão, no exterior ninguém tá nem aí pro que você faz no restaurante, com sua carreira, como se veste ou com quem se relaciona.

Sejam por fatores econômicos, culturais ou de legado deixado pela família Real quando dividiam solo brasileiro com os tupiniquins (sempre convém culpá-los pelas nossas mazelas), aí vai a listinha das neuras que você pode deixar no Brasil quando embarcar rumo aos destinos mais populares de intercâmbio.

Continue reading

Morando fora: respostas estúpidas para perguntas idiotas

Esclareça de uma vez por todas a interminável e repetitiva lista de dúvidas sobre a vida no exterior. image – É seguro morar aí?

Você sobreviveu a um dos países com maior incidência de homicídios do mundo. Viveu maior parte da sua vida desconfiando de estranhos, trancafiado atrás das grades do seu prédio e evitando o uso do celular em público. Tem certeza que segurança é realmente sua maior preocupação durante os 6 meses que passará no Canadá?  Continue reading

Micos Clássicos dos Estudantes na Austrália

  • Entrar no carro pelo lado errado

    Direção errada

    Por que diabos o assento do carona vem com uma direção?

  • Quase vomitar ao provar o vegemite

Trocar o requeijão-nosso-de-cada-dia por essa graxa comestível é dureza!

vegie3

  • Pedir run ball achando que é brigadeiro

Ótima tentativa das padarias daqui, mas o doce oficial brasileiro não leva rum, coco nem biscoito.

rum-balls

Atenção desavisados, eu não sou um brigadeiro!

  • Achar que o atendente gato tá dando mole porque perguntou seus planos pro dia

Até a hora em que a tiazinha da padaria perguntar, você ficará na dúvida se é educação ou interesse.

dando em cima

  • Perder seu ponto porque pegou no sono no ônibus voltando da balada

Até porque aquele balanço do buzão dá uma molezzzzzzzzzz. fallasleep

  • Foto na placa do canguru

Anota aí: quanto mais movimentada a estrada, mais constrangedor será. Foto placa

  • Traduções literais que não colam

A melhor que já ouvi foi uma amiga dizendo que tava cheia desses trabalhos braçais daqui. O problema é que ela se referiu a eles como “hand jobs” – uma maneira coloquial para dizer masturbação. what

  • Tomar multa por conta de passe de trem errado

Porque mesmo que a gente venha para estudar, com visto de estudante, e sacrifique dias lindos presos em uma sala de aula (ok, teoricamente), ainda assim não podemos comprar passe de estudante.

  • Desligar o telefone sem ter entendido 70% do que seu interlocutor faloutelefone

Nessas ocasiões o sorrisinho e aquela cara de que tá entendendo tudo não colam.  

  • Salva-vidas apitando para você nadar na área delimitada

Neste caso, acho válido simular um desmaio.sai mar2

  • Segurança da balada que fica no pé

Se você conseguir disfarçar o alto nível etílico na entrada, vai ter que se virar prá driblar as babás disfarçadas de segurança dentro do pub.

  •  Ser encaminhado às prateleiras de sopa quando você só queria comprar um sabonete

Aconteceu comigo. Desde então nunca mais errei a pronúncia de soap e soup (mas acabei de googlar como se escreve).